FALE CONOSCO




BLOG

Fique por dentro das últimas novidades



Como solucionar problemas no seu sistema de irrigação

Como solucionar problemas no seu sistema de irrigação
28 de Junho de 2021   |   Paisagismo | Meio Ambiente | Jardins Inteligentes | Irrigação

Os sistemas subterrâneos de irrigação de gramado e paisagismo podem parecer complexos, mas os princípios pelos quais eles operam são bastante simples, e entender um pouco sobre o sistema o ajudará a entender os problemas que podem ocorrer. Com raras exceções, a maioria dos proprietários acha possível consertar esses problemas por conta própria.



Como funcionam os sistemas de irrigação de gramado


Um sistema de irrigação de gramado no solo consiste em vários componentes principais. No sistema típico, um tubo de abastecimento de água da fonte principal de água passa primeiro por uma caixa de válvulas solenóides ao nível do solo, onde é dividido em zonas de irrigação subterrâneas individuais, cada uma controlada por sua própria válvula de zona. As válvulas são controladas por um controlador eletrônico por meio de um par de fios de baixa tensão, o controlador que define o tempo e a duração de cada rega. As casas menores podem ter apenas um setor de irrigação, mas a maioria tem duas, três ou até mais.


As próprias válvulas consistem em um diafragma que controla o fluxo de água, e o diafragma é aberto e fechado com base nos sinais recebidos do controlador. A solenóide controla um pistão de metal com mola que abre ou fecha a porta de água que passa pela válvula. As válvulas vem em muitos formatos e configurações, incluindo modelos que integram um dispositivo anti-sifão. Em outros sistemas, a válvula anti-sifão é um dispositivo separado que é instalado na tubulação de água antes de chegar à caixa de válvula.


Quando uma válvula abre, a água flui através de vários tubos de pvc subterrâneos para alimentar os aspersores que saltam e distribuem água para o gramado pelo tempo que o controlador mandar que a válvula permaneça aberta.


Problemas com um sistema de irrigação geralmente se tornam evidentes com vários sintomas comuns:


Aspersores individuais não funcionam
Baixa pressão de água nos aspersores
Setores de irrigação não ligam
Vazamento em torno de uma válvula solenóide
Vazamento no aspersor mais distante da válvula


Ferramentas e suprimentos de que você precisa


Chaves de fenda
Multímetro
Pá e enxada



Instruções


A solução de problemas de um sistema de irrigação de gramado envolve a observação cuidadosa dos sintomas. Isso geralmente o direcionará para a fonte do problema e as soluções para ele.


Assim que a causa específica do problema for identificada, encontre o nome do fabricante na unidade e consulte seu site (ou o manual, se você ainda o tiver) para obter instruções específicas sobre reparo ou substituição da unidade com problema. Soluções gerais são descritas aqui, mas se você precisar de mais informações para consertar o sistema, consulte nossos técnicos!


Sintoma: Aspersores individuais não funcionam


Um dos problemas mais comuns com um sistema de irrigação de gramado é quando os aspersores são danificados esse tipo de problema é fácil de detectar. Olhe para:


Danos ao invólucro de plástico dos aspersores
Aspersores que não sobem
Água que espirra descontroladamente ou que não salta
Aspersores com cabeças completamente quebradas
Danos nas cabeças dos aspersores são muito comuns se as cabeças estiverem muito altas e atropeladas por cortadores de grama ou carros.


As soluções para problemas com a cabeça do aspersor incluem:


Limpar a cabeça do aspersor de quaisquer detritos e redefinir seu padrão de pulverização
Substituir a cabeça do aspersor por uma nova


Sintoma: Baixa pressão da água


Esse problema se manifesta em aspersores que mal borrifam água. Às vezes, as cabeças nem aparecem. Existem várias causas e soluções possíveis:


Uma causa séria é quando há um vazamento na tubulação de água em algum lugar ao longo de uma das linhas de irrigação subterrâneas. Esses problemas na linha de água geralmente estão localizados em algum lugar entre as válvulas e o primeiro aspersor. Você pode encontrar áreas de gramado encharcado onde a água está se acumulando ou até mesmo subindo. Este é o ponto onde você precisará cavar e consertar a linha de água.


Se nenhum vazamento óbvio for aparente, a linha de irrigação pode estar comprimida para que a passagem de água esteja restrita. Isso pode ser causado por raízes de árvores ou porque um veículo comprimiu o solo e comprimiu o tubo. A única opção aqui é cavar sistematicamente o gramado até encontrar o cano estragado.


Outra causa, menos comum, é um mal dimensionamento do setor de irrigação, onde existem muitos aspersores em um único setor. A solução para este problema é setorizar sua irrigação em mais setores.



Sintoma: Setores de aspersão não ligam


Quando as zonas de aspersores não ligam, geralmente é um problema com os sinais elétricos que vão do controlador aos solenóides da válvula. Mais raramente, é causado por uma válvula com defeito que precisa ser reconstruída ou substituída.


Se apenas uma única zona estiver inativa


O problema pode ser com tensão insuficiente para os terminais que alimentam os fios que conduzem o setor com problema. Você pode usar um multímetro para testar entre o terminal comum e o terminal de zona - se a tensão estiver muito baixa (eles devem estar entre 20 a 28 volts), você precisará substituir todo o controlador.
Os fios de baixa tensão que vão do controlador ao solenóide da válvula de zona podem estar danificados ou desconectados. Verifique os fios e certifique-se de que estão intactos.



A solenóide na válvula pode estar com defeito. Nesse caso, você precisará substituir a solenóide. Com o controlador na posição OFF, basta remover os fios da solenóide e desparafusá-lo da válvula. Aparafuse uma nova solenóide e reconecte os fios.
A própria válvula pode precisar ser reconstruída ou substituída. Em alguns casos, simplesmente desmontar e limpar o diafragma resolverá o problema. Em outros casos, substituir o diafragma e a mola será a solução. Em casos graves, substituir a válvula inteira será a única solução.


Se várias zonas estiverem inativas


O problema pode ser com o transformador que fornece energia de baixa tensão para o controlador. Use um multimetro para testar os terminais de fio marcados como "24 VAC." Se a leitura estiver abaixo de cerca de 22 volts, você precisará substituir o transformador.


Sintoma: Vazamento ao redor da válvula de zona


Vazamento em torno de uma válvula de zona pode ser causado por vários problemas:


Em válvulas onde o dispositivo anti-sifão está embutido na válvula, o problema pode ser resolvido simplesmente apertando os parafusos que prendem a tampa ao corpo da válvula.
O vazamento pode ser causado por um diafragma rasgado ou danificado dentro da válvula. Neste caso, desmonte e monte novamente a válvula com um novo diafragma.
Um corpo de válvula rachado pode causar vazamento. Nesta circunstância, substitua a válvula por inteiro.



Sintoma: Vazamento na cabeça do aspersor mais distante da válvula


Quando há água parada ou vazando no aspersor mais distante das válvulas do setor de aspersão, há duas causas possíveis:


Um aspersor sujo ou danificado que precisa ser limpo ou substituído. Inspecione a cabeça do aspersor e corrija quaisquer problemas que encontrar.
Uma válvula de setor desgastada ou danificada também pode causar esse sintoma. Pode ser um sinal de que a válvula não está fechando completamente. Desmonte, limpe e monte a válvula. Se isso não resolver o problema, pode ser necessário substituir a válvula.
Uma válvula instalada ao contrário também pode causar esse problema. Verifique a válvula para certificar-se de que a direção do fluxo está correta.

GALERIA DE IMAGENS





Compartilhe



VOLTAR



















Ficou interessado
em nossos projetos?

Cadastre suas informações que em breve entraremos em contato.